Depoimento de um Viciado

fevereiro 5, 2010 1 comentário

Não perca tempo! Este vídeo pode ajudar você, ou alguém que você conheça! Senta o dedo no play!

Anúncios

Você digita rápido?

1 é Bizarro, 2 é Trash. G1 lança “A morte de Michael em Quadrinhos” n°2

Pode acreditar… Os urubus não se cansam… Clique aqui e confiram que eles foram capazes de fazer a continuação.

michael2

Stand Up Comedy

setembro 3, 2009 2 comentários

Por QI, aquele famoso “quem indica“, fiquei conhecendo o trabalho do Luiz Guilherme. Comediente em início de carreira, de Belo Horizonte, Luiz Guilherme, o famoso Magal, é amigo de um amigo meu, e, amigo de amigo é quase amigo. Mas ele não está aqui por isso. Tá aqui por que é engraçado pra caralho. Aproveitem:

Por falta de bizarrice: Michael Jackson – G1 reproduz últimos dias do cantor em histórias em quadrinho

Clique aqui, e veja com seus próprios olhos. Notícia boa não dá ibope, vamos enviar saudações aos urubus da comunicação brasileira. Carniça é o que não falta.

bizarrojackson

E, afinal, que ironia do destino. O Blog ressuscitou no dia em que vão enterrar o Michael Jackson. Primeiro cara no mundo que tirou férias antes de ir pro céu ou pro inferno. Vida de pop star é outra coisa né.

Livros x Internet

setembro 3, 2009 1 comentário

Putz, tô sendo tendencioso! Usando a internet pra levantar essa questão! Bom, já vi muitas discussões à respeito deste tema. Muitos pontos colocados por especialistas ou não. A minha verdade é que:

Internet: é um multi-meio. Veio pra ficar. É o maior meio de interação mundial, o único lugar onde se atrevessa o mundo com a bunda na poltrona da sua casa, tomando suco e ouvindo calypso a música que vc quer. O problema? Não é 100% confiável. Nada é. A internet está aqui para servir, para agregar, não vai tomar o lugar de ninguém… Eu poderia ficar aqui citando centenas de vantagens da internet, mas não o farei. Se você está aqui, lendo isso, já sabe boa parte delas.

Você tem fome de quê?

Você tem fome de quê?

Livros: são um meio. Veio pra ficar! Veio sim! Quer prazer maior do que você poder moldar uma história com as suas sensações e a sua imaginação? Quando se lê, se conta a história de alguém, pela sua perspectiva. É você quem cria os cenários, os personagens, o livro é apenas um guia para sua epopéia da criação. Certo. Isso para literatura, aquela, que na teoria deveria nos dar prazer, mas, só dá realemente quando aprendemos a escolher nossos próprios livros. Mas e para livros didáticos? Os livros continuam sendo a maior fonte de pesquisa confiável que se encontra. Menos de 10% das coisas que estão na internet foram revisadas, conferidas e testadas como as que estão nos livros. Portanto, ao usar a internet tenha a sabedoria de enxergá-la como um meio que oferece tudo que você procura, mas sem garantia de fidedignidade. Comprove, busque a verdade. Aceitar o primeiro site que aparece como o melhor, na maioria das vezes, não é a melhor opção.

Em relação ao desenvolvimento cerebral, a internet estimula as mesmas áreas que usamos quando estamos lendo um livro e uma extra, que é a área da tomada de decisões. Então, ler na internet é melhor que ler um livro, para o desenvolvimento do cérebro. Para seu desenvolvimento intelectual, leia os dois. Saiba retirar o que cada um tem de melhor.

O poder da mídia

Proposta: Imagine, um gênio aparece na sua frente e diz que lhe concederá um desejo. O que você quiser. Mas, em troca você perderá todas as suas memórias onde alguma referência à Coca-Cola aparece. Pode ser uma latinha, uma tampinha, um gole… Tudo. E aí, você faria a troca? Respostas nos comentários.